Share on FacebookGoogle+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

A Trajetória da Heroína na Obra de Clarice Lispector

A trajetória da heroína na obra de Clarice Lispector , de Lúcia Pires, é uma dissertação de mestrado, com área de concentração em Literatura Brasileira, defendida na PUC em 1996. A orientadora foi a professora Rosiska Darcy de Oliveira. Lúcia Pires foi também aluna do Professor Junito de Souza Brandão, a quem dedica postumamente este trabalho, criando uma liga entre seus dois mestres.
O que é uma heroína em literatura e mais especialmente na literatura escrita por mulheres? Partindo do conceito de herói grego, chega-se à heroína que se encontra nas páginas das autoras contemporâneas, das quais, dentro do universo das escritoras brasileiras, destaca-se Clarice Lispector. As personagens principais de três de seus livros – Joana, de Perto do Coração Selvagem; GH, de A Paixão Segundo GH; e Lóri, de Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres – recompõem a trajetória espiritual da heroína, trazendo para a atualidade o desafio imemorial do autoconhecimento e da superação dos próprios limites. Publicado em 2006.