Share on FacebookGoogle+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPin on Pinterest

Paisagens Particulares

Paisagens particulares é um recorte específico das pesquisas que Ana Rosa de Oliveira* realiza desde 1995 com sua tese de doutorado sobre Burle Marx. A originalidade deste livro é ter escolhido falar – dentre os mais de 2.000 projetos de Burle Marx – de apenas cinco jardins. Como diz Ana Rosa, em cada um desses jardins convivem um caráter privado, um caráter experimental e um caráter de manifesto. Os cinco jardins levam o nome de grandes famílias – Peixoto, Monteiro, Gomes, Pignatari, Fagundes Gomes, tornadas famosas, na cultura da paisagem, através dessas obras. Eles são adotados por Ana Rosa como metas de um percurso iniciático, que toca em alguns temas gerais e revisita ainda outras fases do pensamento do mestre, não somente através da descrição das obras, da farta documentação inédita, mas também através de sua história, no seu uso ao longo do tempo, e, fundamentalmente, através do significado que esses jardins tiveram no imaginário dos seus proprietários e do coletivo, desde sua idealização, passando por sua realização até o tempo presente. Dantes, FAPERJ, Rio de Janeiro; 1ª edição, 2015

Edição em português / brochura / 231 p / 21 x 21 cm / ilustrado / colorido  / fotos  / desenhos

*Ana Rosa de Oliveira
Engenheira florestal (UFSM), doutora em arquitetura (UPC ETSAB / ETSAV Valladolid), responsável pelo Laboratório da Paisagem do Instituto de Pesquisas Jardim Botânico, professora do mestrado em Arquitetura Paisagística do PROURB/FAU/UFRJ.

Paisagens Particulares