Antes o mundo não existia

R$49,90

Em 1978, Berta Gleizer Ribeiro, durante uma viagem ao Rio Negro para pesquisar o trançado indígena, teve notícia de que dois índios Desana haviam escrito a mitologia de seu povo. Berta foi ao encontro deles no Rio Tiquié. Durante um mês e meio trabalharam juntos. Berta datilografou, revisou e reescreveu o texto desse livro. Ela conta essa história na introdução da primeira edição de 1980, reproduzida em parte nesta edição.
Passados alguns anos, já sem exemplares do livro, Tõrãmü Këhírii manifestou seu desejo de publicá-lo novamente. Em 1995, com aprovação da FOIRN (Federação das Organizações Indígenas do Rio Negro), Antes o mundo não existia é novamente editado, tornando-se o ponto de partida da coleção Narradores Indígenas do Rio Negro, publicada pelo ISA – Instituto Socioambiental, e destinada prioritariamente ao público indígena da região. Organizada e revisada pela antropóloga francesa Dominique Buchillet em conjunto com Luiz Lana a partir do manuscrito original, a segunda edição inspirou-se na Proposta para uma Grafia da Lingua Tukano elaborada por professores Tukano e a linguista Odile Lescure.
Em 2018 convidamos Tõrãmü Këhíri, hoje com 74 anos, para vir ao Rio de Janeiro. Através de longas conversas estabelecemos algumas alterações referentes às edições anteriores. Substituímos os seguintes termos: firmamento por céu, trevas por escuridãodemiurgo por espírito, indolente por preguiçosocigarro por tabaco ou cigarro de tabacomágicas por espirituaisbalão por esferatorre por picopátio por terreirograus ou níveis por camadasnavio por canoa, comandantes por chefes, embarcação por canoa da transformaçãoancestral por vovô e descendentes por filhos. Retornamos também à opção da primeira edição quanto ao uso da palavra enchente no lugar de dilúvio.
Tõrãmü Këhíri criou novas ilustrações, respeitando integralmente a narrativa pictórica anterior.  Com a intenção de facilitar o percurso da leitura, inserimos as novas ilustrações ao longo do texto e não mais no final como nas edições anteriores. Tõrãmü Këhíri realizou ainda novos desenhos.

SOBRE OS AUTORES
Umusï Pãrõkumu, ou Firmiano Arantes Lana e seu filho Tõrãmü Këhíri, ou Luiz Gomes Lana, pertencem a um dos grupos de descendência dos Desana, os Këhíripõrã ou “Filhos (dos Desenhos) do Sonho”. Umusï Pãrõkumu era tuxáua e não falava português. Quando tinha 30 anos, Tõrãmü Këhíri resolveu passar para um caderno as histórias que seu pai sabia.

 

PESO 0.320 kg
AUTOR Umusi Parokumu e Toramu Kehiri
NÚMERO DA EDIÇÃO 3
IDIOMA Português
ANO DA EDIÇÃO 2019
PRODUTO SOB ENCOMENDA Sim
EDITORA Dantes
I.S.B.N. 9788586488566
ALTURA  21 cm
LARGURA 14 cm
NÚMERO DE PÁGINAS 240
ACABAMENTO Brochura

Informação adicional

Peso 320 g
Dimensões 21 × 14 × 1.5 cm

Você também pode gostar de…

  • Mbaé Kaá, o que tem na mata. A botânica nomenclatura indígena

    R$38,00
  • Biosfera

    R$49,90
  • Una Isi Kayawa

    R$169,90
  • A serpente cósmica, o DNA e a origem do saber

    R$49,90